sexta-feira, 10 de julho de 2015

I Love you so.....


quinta-feira, 5 de março de 2015

32 anos!



Gosto de escrever um texto no meu aniversário. É uma mistura de retrospectiva com nostalgia!

Enfim, já se foram 30, 31 e agora 32 anos...

Um mundo de experiências vividas jamais sonhadas numa jornada de muitos risos, alegrias, confusões, expectativas, decepções.

Processos de reconstruções constantes, de um cair e levantar intenso e uma certeza que há tanto para ser vivido e que a vida segue por caminhos por vezes tão tenebrosos que chegas a desesperar por forças para os suportar. 

Aos 32 anos anos ainda não me casei, não tive um filho, não plantei uma árvore, escrevi uma espécie de livro e para completar ainda não me sinto realizada profissionalmente.

Amo o meu noivo e aprendi que afinal o príncipe encantado existe e posso ser feliz para sempre.

Aliás aprendi, talvez um pouco tarde que a felicidade está no caminho, nos momentos que passam tão rápido e que percebo depois o impacto de alegria que me envolveu. Obrigado Uriel... por todo o carinho que me dás. Pelo teu apoio incondicional, pela árdua tarefa que tens em me levantar o astral todos os dias. O teu sorriso rasgado e bom humor matinais dão-me alento para os dias que atravesso....

Tenho aprendido a viver o hoje, sem medo de ser feliz e de pré julgamentos, mas ciente de que meu amanhã depende da minhas escolhas de hoje e que tudo tem uma consequência.

A luta eterna contra a balança continua e finalmente ando a levar a melhor. Não tenho o meu corpo de 20 anos, mas o meu corpo de 30 está a entrar na forma física que sempre desejei. 

Descobri que amo: viajar, culturas, lugares e pessoas diferentes. Descobri que amo viajar contigo amorzinho

Descobri que custa tomar decisões. E ao decidir vir para Lisboa, apesar de já ter vivido fora de casa noutras ocasiões, tive a certeza que seria definitivo. Que naquele dia estava a dar o passo definitivo no corte do cordão umbilical.

Ir a casa ter com os meus pais é uma necessidade extrema, é o sentir que sou de lá. É o voltar à juventude que deixei de vez. É abraçar a minha velha Nina, que tanta falta lhe faço e sempre me presenteia com um olhar doce e terno sempre que entro em casa. 

Ainda não aprendi a perder! A distanciar-me das pessoas que gosto, a perceber que as amizades passam por ciclos e que algumas pessoas simplesmente não se importam e vão.

Saudade é difícil ainda, preciso do toque, do telefonema, da mensagem, preciso cultivar.

Gosto de escrever, liberta-me, acalma-me. Contudo ultimamente não tenho escrito, talvez porque apesar de tudo a minha vida tem tido alguma paz interior, e não me tenha andado zangada comigo mesma. 
Estou com a sensação que o tempo está a passar rápido demais e ainda há tanto o que fazer, falar, conhecer, descobrir.

Enfim, trinta e dois anos, as vezes doce, as vezes azeda.... mas sempre na certeza de que o melhor ainda está por vir.... e que a vida é muito para se perder tempo à espera, para ficar na plateia, para deixar sua felicidade nas mãos de outros.

Viver... amar... ser feliz... e rodear-me de pessoas de bom coração.... 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Dia 22 de Dezembro



Percorro o teu rosto com os meus dedos.
Descubro todos os traços no escuro.
A tua forma já não tem segredos
E o sentimento é cada vez mais puro.

Preparo a cada dia o meu futuro
Afastando de mim todos os medos.
É contigo que nele estou segura
Mesmo sem saber todos os enredos.

O teu corpo paira na minha memória
E o teu futuro será a minha história
De alegrias, prazeres e paixões.

Não me interessa longe de ti a glória
Mas bem perto para sempre as emoções.
Basta para isso unirmos corações.
Sim, eu aceito... serei tua para sempre

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

tu es o meu Mundo




Quero ser o teu mundo, não redondo,
Mas em forma de coração.
Ser o chão onde pisas o teu céu, teu ar.
Quero o brilho ofuscante das estrelas,
Para iluminar todo o seu ser.
Quero enfrentar todas as batalhas,
Do seu lado, como se eu fosse a sua guerreira
Sua guardiã.
Quero contigo vencer ou perder,
Mas sempre esta do teu lado,
Independente de que situação esteja .
Quero a tua presença em minha vida, sempre!
Quero ser tua sem pudores, quero ser tua mulher.
Quero que me beijes, que me ames como se eu fosse
O teu primeiro amor....é!...Faça de conta que sou o teu
Primeiro amor.
Quero poder gritar aos quatro cantos
Do mundo como é bom te amar.
Não me importa se me chamares de louca,
Porque afinal!..Somos dois loucos!
Apaixonados.....!
Quero viver esta intensa paixão
Onde o que importa é o que se passa no coração.
Quero sempre me guiar neste caminho,
Que me leva ao teu coração,nessa
Energia que é te amar.
Quero te amar hoje, te amar amanhã como te amei ontem,
Quero te amar para sempre!!!
Quero viver esta paixão!!!

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Graças a ti!!!





 …Agora posso dizer que SIM!
Que sorrio de maneira diferente
Que a vida brilha mais para mim
E me ilumina com a sua alegria permanente…
Posso dizer que fui abraçada pelo mais belo infinito céu
E levada para junto das mais cintilantes estrelas…
Agora que te tenho…
Para me protegeres…
Para comigo os bons e o maus momentos viveres
Para com um sorriso mais tarde os recordar
Caminhos cruzados,
Carinhos partilhados, sentimentos adorados…
As palavras que me dizes, o teu toque, o teu olhar…
Faz-me agora acreditar
Que sou uma pessoa mais feliz.
Que tenho um tesouro tão precioso, que tanto quero guardar…
Adorar…respeitar…amar…
Ficar mesmo eternidades a contemplar a sua beleza
E até mesmo a riqueza que trouxe para a minha vida.
Quando o abro não vejo ouro ou diamantes,
Tão pouco belas jóias ou notas grandes,
Vejo e sinto paz, brilho…
Sentimentos tão fortes e intensos
Tenho orgulho em mostrá-lo…aos sete mares ou quatro ventos,
Vou guardá-lo para sempre, dento de mim eternamente…
A ti meu tesouro eu te peço…
Que continues comigo de mão dada por este caminho mágico…
Onde o destino fez questão de nos cruzar…
Não em vão creio eu…
Por isso juntos vamos continuar!!!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Love it


terça-feira, 8 de julho de 2014

A tua ausência




A solidão da tua ausência faz meu coração bater lentamente 
O tempo não passa os minutos viram horas que sofrimento
A saudade toma conta meu coração vai ficando pequeno

Os dias parecem meses e as semanas parecem anos.... 

Essa saudade que maltrata e que faz doer a minha alma
Volta rápido que meu coração esta a sufocar com a tua ausência 
A tua ausência dói demais e deixa-me perdida na solidão

Não demores que a tua falta deixa-me sem acção e sem direcção
Tu és a minha estrada, a minha chegada e minha partida
És a metade do meu coração, os meus pensamentos e a minha alma

Ocupa o espaço que é teu, soldado e volta para a tua casa
Esta espera é cruel mas em breve virá o nosso reencontro

e o doce e eterno beijo de amor acabarão com o nosso sofrimento ....